Flavio Lima: Pr. Sebastião Ferreira – Meu Tipo Inesquecível

Pr. Sebastião Ferreira – Meu Tipo Inesquecível
Meu sogro, que era diácono, não tinha lá tanta cultura mas lia muito e possuía algumas obras interessantes como a coleção inteira de Flavio Josefo sobre a história dos Hebreus. Quando morreu, eu e meu cunhado, que também é pastor, herdamos essa excelente biblioteca. Mas o que eu mais apreciava era ler uma coleção da Revista Seleções do Reader’s Digest(de 1942 a 1954) onde me atraía as publicidades nelas inseridas e a seção intitulada “MEU TIPO INESQUECÍVEL”. Girava em torno de um tipo popular, em algum lugar de algum país, cujo personagem marcava, com suas características próprias, de forma indelével a sua passagem na comunidade onde vivia.
Neste dia 12 de fevereiro de 2012 encerra-se um ciclo na vida da Primeira Igreja Batista em Vila da Penha, no Rio de Janeiro, através da jubilação do seu pastor titular: SEBASTIÃO FERREIRA.
Em 1969 exercia eu o cargo de primeiro secretário daquela igreja para onde fui servir desde 1964. “Meu Tipo Inesquecível” recém-chegado dos USA onde buscou mais preparo teológico, fomos buscá-lo em Carapebus, uma cidade cheia de fumaça dos canaviais queimados. Sebastião Ferreira estava pronto para assumir o pastorado de uma igreja cuja trajetória foi sempre ascendente. Evangelista de coração e pregador de poucas palavras, incansável na busca dos perdidos. Não era de jogar conversa fora e jamais abriu mão da ortodoxia bíblica. Homem simples e sincero casado com uma mulher, que não tocava órgão e nem era maestrina, mas que o acompanhava em todas as atividades. Dona Rute Barros Ferreira merece 50% dessa minha homenagem. Lembro-me que a primeira residência que ele e a família fizeram uma refeição completa, quando chegou de mudança, foi a minha e, passados 50 anos, ainda me lembra isso. Nesses dias em que ministério é medido por muito barulho e expressões midiáticas eu fico pensando em Sebastião Ferreira, que nunca se propôs a “inventar” nada para que a igreja crescesse a não ser EVANGELIZAR.
Ao chegar em Vila da Penha, éramos pouco menos que 150 pessoas, e não podíamos lhe dar nada além do que combinamos mais o aluguel da casa – foi trabalhar com Ubirací Dutra Gusmão na Junta Patrimonial, mas não demorou um ano e a igreja começou a crescer, as finanças melhoraram e a Diretoria convidou-o a dedicar tempo integral na obra. De lá até hoje, nunca mais exerceu outra função remunerada fora do ministério. Professor capaz e exigente no Seminário Teológico Betel, onde foi Deão (Aprendí com ele, sempre digo aos meus alunos de hoje), depois organizou o Seminário Bíblico Batista do Rio de Janeiro, onde centenas de vocacionados passaram.
O “Meu Tipo Inesquecível” era o primeiro a chegar ao templo para os cultos, jamais deixava atrasar nenhum deles, começava na hora e terminava na hora. A sua forma de celebrar a Ceia do Senhor é impressionante a até hoje eu utilizo o mesmo modelo, que é o mais próximo daquilo que Jesus ensinou e os seus apóstolos seguiram. Não admitia desordem na celebração do culto, mesmo com todas as nuances e mudanças inseridas nas formas de ordens(ou desordens) de cultos ao longo dos anos, Sebastião Ferreira nunca abriu mão da coerência bíblica da verdadeira ordem do Culto Cristão baseada em Romanos 12. E isso nunca influiu negativamente no crescimento da Igreja – uma das maiores juventudes da Cidade do Rio de Janeiro era a da PIB em Vila da Penha. É de lá que surgiu a idéia dos CULTOS JOVENS, com o Andrelino e uma turma de adolescentes e jovens, que revolucionou a forma de fazer com que os jovens se ocupassem com as necessidades do Reino de Deus aqui na terra.
Nos Retiros espirituais daquela época, fui mordomo(uma espécie de chefe de tudo) durante 14 anos, eram principalmente evangelísticos e devocionais. Já chegamos a ter em mais de um deles mais de 400 participantes. Pastor Sebastião Ferreira sempre presente e comandando todas as reuniões, desde a alvorada(6 da manhã) até o toque de recolher (11 da noite) era seguido à risca. Bons tempos aqueles!
Seu primeiro carro, uma Brasília(que não era a amarela), estava sempre com um motorista diferente - é que o pastor a emprestava a quem estivesse necessitando de uma emergência, quando não era ele mesmo o motorista tentando socorrer alguém.
De um pequeno templo à beira da Av. Meriti a um suntuoso na Travessa da Brandura. Alías, hoje o quarteirão todo pertence à Igreja. Os mutirões naquele tempo rolava aos feriados ou o sábado todo. Quando colocamos a primeira laje do templo atual fomos do sábado até o domingo de madrugada, mas às 8 da manhã estávamos lá, e o Pr. Sebastião também, para a EBD e o Culto.
São dezenas de pastores que a PIBVP, sob a influência de Sebastião Ferreira, que foram entregues à denominação, muitos deles ainda exercendo o ministério dentro e fora do Brasil, e eu sou um deles.
“Meu Tipo Inesquecível” não gostava muito de tirar férias. Um dia aluguei uma casa para ele e a família em Arraial do Cabo e fomos pescar juntos. Essa foi a primeira vez que descansou alguns dias, assim mesmo não passou de quinze dias.
O “Meu Tipo Inesquecível” não era muito de jogar futebol mas, de vez em quando, nos retiros espirituais na hora do lazer, ficava correndo atrás da bola, obrigado, no dia de solteiros & casados. Até hoje não sei se é torcedor de algum time de futebol. Aceitava as brincadeiras de bom gosto – No domingo, 21 de junho de 1970, final da Copa do Mundo onde seríamos tri-campeões mundiais de futebol, estáva-mos em pleno momento dos anúncios na ordem do culto e o próprio pastor Sebastião era o anunciante, mandei-lhe um bilhete onde se dizia: “O irmão Flávio e a Jeruza estão felizes com o nascimento ontem, dia 20, da RIVELINA!” Foi uma gargalhada geral. Rivelino foi mesmo um grande jogador, mas o nome de minha filha o pastor imediatamente corrigiu: Não era Fabianne?
Por tudo isso e muito mais, principalmente pelo seu exemplo de vida que nos legou, a nós que com ele convivemos ao longo de 30 anos e os que convivem ainda como ovelhas, até o dia de hoje, foi e será sempre o “Meu Tipo Inesquecível!”
Flavio Lima, pastor
limaflavio@hotmail.com

Comentários

Nenhum comentário foi enviado.

Enviar Comentário

Por favor, entre para enviar comentários.

Avaliações

Avaliações estão disponíveis somente para membros.

Por favor, entre ou registre-se para avaliar.

Nenhuma Avaliação enviada.
Tempo de renderização: 0.04 segundos
11,199,105 visitas únicas

Notice: Undefined variable: js_zt in D:\Domains\vigiai.net\wwwroot\themes\templates\footer.php on line 28